Serviços
Serviços de Marketing Digital
Ajudamos empresas a vender mais aplicando técnicas de marketing digital focadas em geração de vendas, leads e conversões.
Clientes
Clientes WEBK
Nosso principal objetivo é encantar nossos clientes através de resultados positivos.
Sobre a WEBK
A Empresa
Nosso foco é fazer nossos clientes venderem mais e gerarem mais leads. É assim que trabalhamos.
Blog WEBK

O marketing digital mudou a vida dos empreendedores, tendo como um dos braços mais usados e efetivos dessa estratégia o marketing de conteúdo.

Hoje em dia, as empresas precisam pensar com cautela como se posicionarão na web. Sendo o marketing de conteúdo um dos aspectos mais decisivos desse posicionamento.

Em meio a tantas ofertas e oportunidades, os usuários precisam ser atraídos para o site ou as redes sociais da sua empresa.

Portanto, continue lendo para saber como fazer isso a partir de ações de marketing de conteúdo.

Definindo marketing de conteúdo

Essa estratégia é focada na divulgação de uma marca por meio de produção e veiculação de conteúdos relevantes relacionados a ela.

Em décadas anteriores, a publicidade se limitava a mostrar ofertas para um público supostamente passivo. Nesse contexto, o marketing era invasivo e pouco atraente.

Na internet a realidade é outra, as pessoas têm mais autonomia para decidir o que querem consumir.

Nesse contexto, o marketing de conteúdo vem para mostrar ativamente os benefícios que sua empresa pode representar na vida das pessoas.

O tipo de conteúdo produzido tem o poder de transmitir exatamente a mensagem que a marca deseja comunicar.

O segredo é estudar o público-alvo e oferecer o que ele está procurando no momento mais propício para a compra.

Isto posto, leia o tópico a seguir para saber mais sobre estratégias de marketing de conteúdo.

Como aplicar o marketing de conteúdo

Agora que você tem mais informações sobre a importância desse tipo de estratégia para o seu negócio, saiba como aplicá-la.

Nos tópicos a seguir apresentamos um passo a passo detalhado.

Defina seus objetivos

Toda estratégia deve vir acompanhada de um objetivo bem delineado. É ele que vai guiar as ações da sua equipe, do início ao fim do funil de vendas.

Seus objetivos devem estar diretamente relacionados às necessidades e à realidade da empresa. 

Alguns exemplos são:

Para garantir que esses objetivos sejam atingidos, conte com os indicadores de desempenho, métricas fundamentais para avaliar o impacto da estratégia de inbound marketing.

Identifique sua persona

Devido à nova realidade do mercado, os profissionais de marketing digital utilizam um novo conceito para identificar seus possíveis clientes.

A persona é o perfil fictício do cliente ideal da empresa. Enquanto o conceito de público-alvo engloba informações mais concretas, como idade e localização, a persona também aborda aspectos como hobbies e sonhos.

Para definir sua persona, faça pesquisas com seus clientes e preste atenção a comportamentos padronizados entre eles.

Um estudo detalhado de personas permite que sua empresa empregue ações mais direcionadas, e por isso, com maior chance de conversões.

O direcionamento de campanhas de Twitter Ads, por exemplo, tem muito a se beneficiar com esse conceito.

Acompanhe o funil de vendas

O funil de vendas é composto pelas etapas que todo cliente passa em um processo de compra.

Produzir conteúdos voltados para cada etapa auxilia grandemente no aumento das conversões.

O topo do funil corresponde à etapa em que a pessoa está entrando em contato com a marca pela primeira vez.

Nessa hora, é adequado investir em conteúdos que apresentem a empresa e instruam a respeito de algum assunto interessante.

No meio do funil, o visitante já está considerando a compra, pois percebeu que a empresa tem meios de suprir uma necessidade dele. 

Mantenha a produção de conteúdo para garantir que ele siga no funil.

O fundo do funil deve ser abastecido com depoimentos de clientes e outros conteúdos que consolidem a credibilidade da empresa.

No pós-venda, por fim, trabalhe para reter o cliente com conteúdos personalizados como newsletters e ofertas segmentadas.

Escolha seus canais

A internet possui uma vasta gama de canais e plataformas de comunicação. A empresa que sabe escolher seus canais tem grande vantagem sobre a concorrência.

O foco é ir até onde sua persona está, visto que de nada adianta investir na maioria das redes sociais populares se o seu público não chega até você.

Os blogs localizados no seu site oficial são uma boa opção, pois passam credibilidade e permitem que seu público consuma um conteúdo personalizado.

Acompanhe os resultados da sua estratégia

Uma vez que é aplicado, o marketing de conteúdo precisa ser continuamente revisado e aprimorado.

Reter clientes envolve agilidade e conhecimento profundo sobre os perfis de quem visita seu site, blog ou rede social.

Procure capacitar sua equipe para analisar indicadores de desempenho e garantir que as decisões sejam tomadas na hora certa.

Portanto, é preciso também estar ciente dos métodos de otimização para mecanismos de busca, que determinam a relevância das suas páginas em sites como Google e Yahoo!. Em suma, mantenha-se atento e atualizado.

Olá redatores!

Que bom que você chegou até aqui.

Então gora é hora de ler nossas diretrizes para redação de artigos, sejam artigos para o nosso site, quanto para sites de terceiros.

Esta é sua Meta

Antes de começar qualquer redação, leve em conta que todo texto tem uma META a ser batida, e na maioria das vezes esta meta é alcançar a 1ª posição no Google para a palavra-chave "xxx".

Para alcançar esta meta, um dos pontos principais do seu texto é que ele consiga tanto ser atrativo para a ferramenta de busca, quanto para o leitor.

Primeiro Lugar Buscas Google
Primeiro Lugar Buscas Google

Aliás, uma questão importantíssima é a chamada "intenção de busca".

Um exemplo sobre "intenção de busca":

Concentre-se, pense positivo, e seja inteligente para fazer as escolhas certas, as escolhas com mais chances de rankeamento, pois sua meta é chegar no topo!

Então, comece todo o trabalho sempre planejando o texto e seguindo estes passos básicos:

Palavras-chave (Keyword)

O texto sempre terá foco em uma palavra-chave principal, então deve-se utilizar tanto o termo exato quanto suas variantes e sinônimos.

Você deverá desenvolver o texto em torno desta palavra-chave escolhida no primeiro passo.

Exemplo:

Palavra-chave principal: panela de ferro
Sinônimos e variações: panela esmaltada de ferro, panela de ferro esmaltada, panela de ferro fundido, panela em ferro, etc.

Sempre, antes de iniciar a redação, pesquise no Google em aba anônima do navegador a palavra-chave exata especificada pelo time WEBK ou escolhida por você (caso tenhamos lhe pedido).

Então acesse a página das 3 primeiras POSIÇÕES ORGÂNICAS do resultado e baseie a estrutura do novo texto e subtítulos no que o Google já coloca em primeiro(s) lugar(es).

Exemplo:

Dúvidas com palavras chave ou pré redação, entre em contato conosco.

Escolha da imagem

Busca panelas Pixabay
Busca por "panelas" no banco de imagens Pixabay

Formatação da imagem

Existem duas imagens básicas nos meus sites ou dos meus clientes, a imagem destacada, que a principal imagem do artigo, e as imagens do corpo da postagem.

Ambas você vai formatar da mesma forma, seguindo as dimensões que constam no cartão do site lá no quadro do Trello que disponibilizamos para você.

Caso não tenha o Photoshop no seu computador, use um serviço grátis como o photopea.com para formatar no tamanho correto e siga estas instruções:

Otimização de arquivo de imagens para SEO
Otimização de arquivo de imagens para SEO

Upload da imagem

Com a imagem pronta, agora é só fazer o upload no site.

Após upload no site, falta fazer mais uma coisinha rápida: colocar na foto as tags Alt e Title no menu lateral à direita, bem como colocar opção de largura 100% neste mesmo painel da imagem.

Links internos e externos

A escolha dos links internos e externos é FATOR IMPORTANTÍSSIMO para o SEO tanto da postagem quanto do site em geral.

Tipos de Links

Links Internos são os links que apontam para outras páginas dentro do site, para as páginas principais, para as money pages, para as páginas que queremos rankear. Tem poder IMENSO para o entendimento do Google sobre o conteúdo do site.

Links Externos são os links que apontamos para outros sites. Da mesma forma que links internos, eles desempenham papel importante no entendimento pelas ferramentas de pesquisa.

Ferramenta grátis para checagem de backlinks ahrefs
Ferramenta grátis para checagem de backlinks da ahrefs

Diretrizes para links

Ex do que não fazer: no site aspanelas.com.br colocar um link na palavra "panela de ferro" direcionando para outro site. JAMAIS.

Por que vender produtos pela internet?

O mercado do e-commerce tem crescido na casa dos dois dígitos a cada ano no Brasil. Apenas em 2019, o comércio digital foi responsável pelo faturamento de R$75,1 bilhões, um crescimento de 22,7% em relação ao ano anterior, de acordo com um estudo do Compre&Confie. Nesse cenário, vender produtos pela internet é uma ótima opção para ganhar dinheiro e alcançar clientes que você jamais teria acesso.

Mas o crescimento do mercado não é a única motivação para que você considere a venda online como uma possibilidade de renda extra ou, até mesmo, de novo campo profissional.

Vamos conhecer, a seguir, alguns dos motivos por que vender produtos pela internet é uma boa ideia:

1. Baixo custo no início

Quando se inicia um novo negócio, é normal que você precise investir tempo e dinheiro. Para vender produtos pela internet, você vai precisar de bastante dedicação, mas os custos iniciais não precisam ser tão altos.

Se você pretende criar uma loja virtual, dependendo da plataforma de e-commerce pela qual optar, as mensalidades podem começar a partir dos R$14. Além disso, você pode optar também por vendas nas redes sociais ou em marketplaces.

Fora os custos com promoção — sobre a qual falaremos mais adiante —, você só precisará pagar pelos produtos comprados dos fornecedores para revender para o cliente final. Dessa forma, se compararmos com os custos de abrir uma loja física ou de ir até clientes para realizar algum tipo de serviço, por exemplo, o comércio digital é comparativamente mais barato.

2. Praticidade ao empreender

Outro aspecto que torna a venda pela internet uma boa opção para ganhar dinheiro é a praticidade desse tipo de empreendimento. É possível fazer essa afirmação, principalmente, por causa de dois fatores.

O primeiro deles é que você não precisará de um local fixo para trabalhar no dia a dia, porque poderá administrar suas vendas pela internet, de onde estiver. O único local necessário será para o seu estoque, onde você armazenará seus produtos.

Por não precisar desse local fixo, as vendas pela internet vão permitir que, caso tenha um emprego formal, você comece seu próprio negócio sem abrir mão da segurança do seu trabalho fixo. Assim, você pode se manter em uma situação mais estável até que seu e-commerce decole.

3. Alcance e possibilidades de marketing

Ao vender pela internet, o alcance da sua loja será muito maior do que se seu trabalho fosse realizado no meio offline. É claro que sua estratégia deve ser planejada com passos realistas, mas, a longo prazo, você pode comercializar seus produtos para todo o Brasil e, por que não, para todo o mundo.

Além disso, o ambiente digital permite que você faça a promoção dos seus produtos de forma menos custosa do que se anunciasse offline. Assim, você vai criar seu plano de marketing e sua execução pode custar mais barato e ter um resultado mais efetivo. Isso porque, na internet, os públicos das campanhas podem ser segmentados, ou seja, apenas as pessoas que você acredita que podem se interessar por seu e-commerce são impactadas pelos seus anúncios.

Uma dica é preparar a base do seu negócio online com a ajuda de uma consultoria em SEO, pois o SEO (técnica de otimização para ferramentas de busca como Google, Bing, etc ) é a ferramenta que traz o maior ROI no marketing online. Outra opção é uma consultoria ecommerce para lhe ajudar com a otimização e setup da sua loja virtual. Isso lhe poupará anos de aprendizado, reduzindo muito sua curva de aprendizado, o que lhe poupará bastante recursos, principalmente financeiros.

4. Segurança

Por fim, mais uma razão que torna a venda de produtos uma relevante opção para ganhar dinheiro é a segurança de não estar com uma loja na rua ou, então, deslocando-se o dia todo para ir até os clientes prestar algum tipo de serviço.

Além disso, com uma loja virtual (Nuvemshop, por exemplo), você terá várias opções de meios de envio. Assim, você não precisa levar as compras a cada um dos clientes, apenas até os Correios ou à agência da transportadora que escolher. Os pagamentos também serão feitos por meios digitais, o que diminui o risco de lidar com grandes quantias em dinheiro vivo.

O comércio digital tem conquistado cada vez mais clientes e lojistas no Brasil. Sua praticidade, juntamente com o mercado aquecido, tornam a venda de produtos pela internet uma boa opção de empreendimento para aqueles que querem começar um negócio. Com uma estratégia bem planejada, é possível alcançar muito sucesso com seu e-commerce!

E, então, está decidido? Já sabe que produtos vai vender pela internet?

Conte para nós nos comentários!

Veja como criar um curso online e viver do que realmente ama!

Está pensando como criar um curso online para ensinar aquilo que você domina e mais gosta de fazer? Gosta de estar sempre no meio das panelas e adora cozinha? Sabe tudo sobre marketing digital e quer compartilhar seus conhecimentos sobre técnicas de SEO?

Seja lá qual for sua paixão, você encontrará uma forma de montar um curso online sobre o assunto que você domina.

Então continue a leitura desse post para aprender a tirar essa ideia do papel e encontrar uma nova fonte de renda para sua vida.

Ensinaremos hoje como fazer do planejamento à divulgação do curso.

Vamos então ao que interessa!

O mercado de cursos EAD

Com o avanço da tecnologia e da Internet, o mercado de cursos à distância cresceu bastante no Brasil de uns anos para cá. E não somos nós que estamos falando, muita gente grande tem reconhecido isso.

Veja alguns dados que comprovam o interesse dos brasileiros por essa modalidade de aprendizado:

Então, se você estava animado com a ideia de criar um curso on-line, pode ficar ainda mais! Os ventos do mercado estão soprando ao seu favor meu amigo! Agora que você confirmou que realmente pode transformar a sua paixão em um novo negócio, entenda por que as pessoas estão enxergando os cursos à distância como oportunidade.

Vantagens dos cursos à distância

Listamos aqui embaixo alguns pontos que estão atraindo a atenção dos estudantes de cursos on-line, para que você entenda melhor o que está acontecendo. Veja só:

Flexibilidade

Se você se formou em algum curso superior, com certeza teve algum dia em que não estava afim de ir para a aula, não é verdade? Na modalidade de cursos à distância não precisa ser assim. Você assiste as aulas no seu ritmo e sempre que puder.

Revisão

Outro ponto que atrai bastante o público é a possibilidade de assistir alguma aula novamente. Sabe aquele ponto que você não entendeu direito? É só dar um replay e assistir de novo, o que é praticamente impossível de acontecer em cursos tradicionais.

Baixo custo

Com a ajuda da tecnologia, os custos envolvidos com a produção de um novo curso on-line são bem mais baixos. O produto final será criado para ser hospedado em alguma plataforma. Então, na verdade quando alguém o compra, está levando uma cópia desse produto.

Por essa razão, o preço final repassado aos clientes tende a ser mais baixo.

Economia de tempo

Vivemos em uma sociedade em que cada vez mais “tempo é dinheiro”.

Praticamente todo mundo tem que se desdobrar em dois para dar conta de todos os compromissos, não é verdade?

Nesse ponto, a flexibilidade que os cursos EAD oferecem são uma grande vantagem. Você pode assistir às aulas em casa, nos deslocamentos para o trabalho ou onde for.

Basta ter acesso à Internet!

Agora você deve estar ainda mais convencido a apostar na produção de cursos on-line para fazer um dinheirinho extra. Veja então o que você precisa executar para tirar a sua ideia do papel!

Como criar um curso online: as melhores dicas!

E agora que você já sabe que o mercado de cursos à distância está a todo vapor e conhece as vantagens que um curso online proporciona, vamos às melhores dicas para tirar sua ideia do papel e começar a ganhar dinheiro com a sua paixão.

Qual público você quer atingir?

Na hora de pensar em como criar um curso online, é importante definir para quem esse curso será produzido. Quem é seu público? Do que ele gosta? Quais problemas enfrenta no dia a dia? Qual a idade dele?

Com essas e outras perguntas respondidas fica mais fácil pontuar os assuntos que serão abordados e o tom da linguagem, por exemplo. Um público mais jovem aceita uma linguagem mais moderna, descolada e até uso de gírias.

Sim! É possível se conectar com a audiência e gerar identificação.

Um trabalho de redes sociais consistente pode ser uma boa fonte de informações sobre o público, através de relatórios e analytics. Vale a pena dar uma olhada.

Escolha um nicho de mercado

Quem está começando agora precisa escolher um tema para produzir o curso, ou, em outras palavras, um nicho de mercado.

Não dá para abraçar o mundo, por isso é preciso definir com precisão se vai falar sobre marketing, saúde ou decoração, por exemplo.

Outra estratégia que pode ser usada é a abordagem de nichos mais específicos dentro dos principais, os sub-nichos.

Fala de marketing? Experimente dar dicas de SEO, uso e atualizações de redes sociais ou mídia paga. Dessa forma, você está complementando o foco principal do curso. Esses temas podem até ser apresentados como um bônus para o cliente.

Mas, claro, é sempre importante ter em mente que esse nichos secundários devem fazer parte dos interesses do seu público. Daí, mais uma vez, a importância de conhecer suas características.

De olho na concorrência

Bom, agora que seu nicho está definido e você conhece um pouco melhor sua audiência, chegou a hora de pesquisar e entender também quem são os concorrentes no mercado, o que estão fazendo de divulgação e atração de novos clientes.

Procure saber também quais assuntos o curso deles aborda, quais formatos de conteúdo foram escolhidos, precificação e condições de pagamento. Mas não pare por aí! Essas são apenas ideias que estamos te dando ok?

Buscando essas informações, veja insights que ainda não tinha pensado e pense em como fazer melhor que a concorrência para superá-la!

Encontre uma plataforma para hospedagem

Outro ponto que você precisa estar atento é a escolha de uma plataforma de hospedagem.

Levante os custos envolvidos com o serviço e veja se a empresa garante a segurança, principalmente com relação a pagamentos.

No Reclame Aqui você também consegue ter uma noção de quem já experimentou os serviços. Atualmente existem boas opções no mercado de cursos on-line, como a Hotmart ou Eduzz.

Não deixe de conferir!

Planeje o conteúdo

E depois de pesquisar todas essas informações iniciais, é hora de botar a mão na massa e tirar as ideias do papel!

O primeiro passo é montar a estrutura geral do curso. Com base no entendimento do público e do estudo dos concorrentes, defina os principais módulos, quais assuntos serão abordados em cada um e a duração de cada aula.

Diversifique os formatos de conteúdo para agradar até o cliente mais exigente. Você pode usar textos, vídeos, e-books, checklists ou planilhas. Quanto mais opções tiver, mais completo e rico ficará o material e mais valor será percebido pelas pessoas.

Crie pautas para conteúdos em texto e roteiros para vídeos. Assim você saberá exatamente o que será abordado e vai garantir que nada passe despercebido.

No caso dos material audiovisual, tenha um cuidado maior! É preciso ter uma boa qualidade de captação do áudio e uma boa iluminação para gravação dos vídeos. Crie um cenário bem atrativo e que esteja alinhado com a sua marca para ter melhores resultados.

Revise o conteúdo

Antes de subir todo o material para a plataforma escolhida é necessário revisar o material e corrigir alguns errinhos que sempre passam, não é mesmo? Eles podem deixar uma imagem pouco profissional, até de desleixo, e não é isso que a gente quer.

Por isso, leia de novo tudo o que você produziu em texto e assista os vídeos com um olhar mais crítico. Se estiver tudo ok e de acordo com o planejada, missão cumprida, parabéns!

Estratégias de divulgação

E agora você venceu o desafio de criar um curso on-line. As pessoas precisam saber disso, principalmente as que têm maior chance e interesse de comprá-lo.

Por isso, divulgue no Facebook, em grupos, faça peças gráficas para o Instagram, fale sobre isso no seu site, grave vídeos ou até envie um novo e-mail para sua base de contatos, falando sobre a novidade. Não se esqueça de criar textos persuasivos e usar todo o potencial que o copywriting pode oferecer!

Se puder contar com algum orçamento, crie anúncios para divulgar de forma paga o seu curso e aumentar ainda mais o alcance da mensagem.

Mas o que estamos sugerindo aqui são algumas ideias. Não é preciso fazer necessariamente tudo o que foi falado. Aplique aquelas que estão ao seu alcance e que fazem sentido para você.

Aperfeiçoe seu material

Depois de tanto esforço, chegou a hora de conquistar os primeiros clientes! Aproveite essa oportunidade e peça a eles que te deem um feedback sincero sobre a qualidade do curso online e sugestões de melhoria.

Com essas ideias na mão, aplique no seu material e melhore cada vez mais a qualidade, entregando um infoproduto ainda melhor para os futuros clientes que virão!

Conclusão

Bom, não dá para negar que o mercado de cursos EAD está crescendo a todo vapor no Brasil e no mundo. A flexibilidade, custos mais baixos e a economia de tempo são as principais motivações quando as pessoas querem estudar e aprender alguma coisa nova de forma remota.

E sim, esse mercado novo tem espaço para todos, inclusive você que quer viver da sua paixão, não é mesmo?

Vamos relembrar o que precisa ser feito para criar um curso on-line de forma prática:

Bom, e essas foram as nossas dicas sobre como criar um curso online.

Você conhece alguma que não foi falada aqui? Deixe nos comentários que a gente quer saber também.

Não esqueça de encaminhar o texto para quem você acha que vai gostar de ler sobre este assunto, ok?

Grande abraço!

A expansão dos Marketplaces no Brasil e também no mundo está conseguindo um grande destaque nos meios de compra e venda.

Por isso, se você deseja aumentar as suas vendas e mostrar que sua empresa tem bons produtos, a melhor ação a ser tomada é investir na divulgação com ajuda das estratégias de "Search Engine Optimization", conhecido como SEO.

Isso porque as estratégias de SEO foram construídas para melhorar a experiência do usuário e otimizar sites e blogs, gerando muitos benefícios para quem utiliza.

Hoje falaremos sobre o uso do SEO em Marketplaces e como isso pode ajudar as suas vendas. Vamos lá!

Entenda o que é Marketplace

O Marketplace pode ser dividido em três categorias:

  1. Business to Business (B2B): o Marketplace B2B pode ser descrito como um shopping virtual que realiza vendas de empresas para empresas;
  2. Business to Costumer (B2C): nesse modelo as vendas são feitas da empresa (que pode ser uma fornecedora) para o consumidor final;
  3. Costumer to Costumer (C2C): e nesse último modelo é quando ocorre as vendas mais diretas de consumidor (alguma loja que adquiriu produtos com um fornecedor) para o cliente final.

Apesar do aumento da competitividade no mercado, é no Marketplace que você encontrará clientes realmente interessados em comprar sua mercadoria, pois os nichos são bem definidos.

Conheça as melhores estratégias SEO para marketplace e como aplicá-las

Quando você anuncia seus produtos em um Marketplace, pode ficar despreocupado com as campanhas de marketing digital, pois geralmente é feita pela própria plataforma.

Entretanto, é necessário dar atenção para outros pontos que te ajudarão a ter muito sucesso nas vendas.

É interessante analisar que se você está pensando como abrir um negócio com pouco dinheiro, suas ações devem ter um grande lucro como resultado para que não sofra com perda de dinheiro e investimentos.

Por isso, vamos falar sobre as estratégias de SEO que ajudam os seus produtos a se destacarem entre tantos outros do Marketplace.

Veja abaixo:

Palavras-chave

A palavra-chave é extremamente importante para os anúncios dentro de um Marketplace, pois é por elas que seus consumidores irão encontrar seus produtos.

Ao pesquisar por uma palavra ou um termo no mecanismo de busca, o site irá mostrar os melhores resultados e você precisa estar entre eles.

Por isso, utilize palavras-chave que tem um alto volume de busca e que condiz com seus produtos, sua loja e seu público-alvo.

Link building

Aproveite o espaço para a descrição dos seus produtos e insira links de outros que estão relacionados com a sua empresa.

Dessa forma você pode influenciar o consumidor a comprar mais coisas da sua loja, aumentando as vendas.

Site responsivo

É essencial que você escolha um marketplace que seja responsivo, ou seja, que pode ser acessado por meio de computadores, tablets e smartphones.

Isso porque hoje em dia o uso de smartphones é frequente e realizar compras por eles é sinônimo de agilidade.

URL amigável

As URLs dos seus produtos precisam ser claras e conter o nome do produto de forma simples. Assim o posicionamento dos seus produtos se tornam melhor até mesmo se você tiver um portal B2B, por exemplo.

Imagens com qualidade

Para os anúncios escolha boas imagens dos seus produtos. Elas precisam ter nitidez, iluminação certa e ângulo que valorize.

Além disso, é possível inserir uma palavra-chave no alt text da imagem, o que ajuda na hora de surgir nas buscas.
Veja o aumento constante das suas vendas!

A partir da leitura desde conteúdo você pode entender a importância de utilizar as estratégias para SEO na venda dos seus produtos em um Marketplace, certo?

Por isso não perca mais tempo e comece a estudar mais sobre SEO e todos os benefícios que ele pode trazer para o seu negócio a curto, médio e longo prazo.

Atinja seu público-alvo da melhor forma possível e veja as suas vendas decolando, trazendo o sucesso que você merece!

Conteúdo produzido por Sther Freire

Cada dia que passa a tendência é ter mais tecnologia inserida no nosso dia a dia em todas as áreas da nossa vida e com uma empresa não é diferente.

Por isso, é necessário manter uma rotina de atualizações com base em pesquisas no mercado atual, assim temos a automação de Marketing que está crescendo entre as empresas com mais destaques, trazendo inúmeros benefícios.

Isso porque uma ferramenta que trabalha com a automação é a principal estratégia para nutrir e avançar os leads até que eles finalmente realizem uma compra e você a venda.

Mas, principalmente, você deve estudar e estabelecer as métricas e objetivos das suas campanhas da empresa para que o investimento na automação traga bons resultados.

Ficou interessado em saber como isso pode revolucionar as vendas da sua empresa? Continue acompanhando o conteúdo e apresse-se para incluir a automação de marketing na sua estratégia de marketing!

Descubra o que é a automação de Marketing

A automação de Marketing pode ser definida como um conjunto de ações que, com a ajuda de um software, faz com que vários processos fiquem automatizados de forma efetiva e organizada.

Com isso, seus colaboradores podem se dedicar a outros processos, pois o tempo deles é otimizado, ao contrário do que eles podem pensar, já que o medo de ser substituído por máquinas ainda existe.

Por meio de um software de automação, é possível ter uma melhor gestão de diversas estratégias de marketing que só trarão benefícios para as vendas da sua empresa.

Conheça agora alguns abaixo!

Saiba por que utilizar essa estratégia

Se você passa um tempo pensando em como vender pela internet pela sua empresa, para desenvolver boas estratégias que tragam ótimos resultados, pode parar de se preocupar com isso.

Isso porque com a automação dos processos por um software, ele faz tudo por você e sua equipe, trazendo diversos benefícios.

Veja a seguir:

Vendas

Há a possibilidade de nutrir os seus clientes enquanto eles ainda estão decidindo quando comprar de você.

Assim a sua empresa não descarta uma oportunidade de venda, mas sim a guarda para o futuro, fazendo um bom acompanhamento e nutrição através de conteúdos úteis e educativos.

Então quando estiverem prontos, efetuarão a compra e o processo de venda será mais rápido e eficaz.

Aliás, neste estudo sobre a digitalização das compras na indústrias, a Accenture identificou que os clientes industriais esperam uma experiência de compra digital ao estilo "Amazon", o que as empresas tem demorado muito para entregar.

Leads

Após um bom estudo e criação de uma jornada dos seus clientes, é mais fácil criar conteúdos para trabalhar a atração de leads e a prospecção deles.

Por meio de um software de automação esse trabalho é otimizado e traz um resultado maior do que se fosse feito manualmente.

CAC - Cost To Acquire Customers

Aqui é trabalhado o Custo de Aquisição de Cliente, que diz o quanto você gasta em cada lead para que ele vire um cliente real da sua empresa.

Ao ter muitos leads para estudar e depois captar as informações dos clientes, o processo fica longo, demorado, cansativo, ocupa muito tempo dos seus colaboradores e às vezes é necessário até mesmo contratar mais alguns para ajudar no processo.

Com a automação nessa fase, você otimiza o tempo da sua equipe e consegue trabalhar uma margem bem maior de clientes e, consequentemente, diminui o seu custo por cliente!

Entenda como colocar em prática

Com esses benefícios na sua empresa a partir do uso de um software de automação, está na hora de saber em quais partes ele trabalhar na sua empresa, certo?

Conheça as melhores estratégias que ele atuará:

E-mail Marketing

Com o disparo, ou até melhor, a automação de campanhas de e-mail marketing você faz a divulgação de conteúdos de qualidade para nutrir os seus leads ou para quem já é seu cliente e você deseja encantar.

Por isso é necessário o uso de uma ferramenta de automação que possa fazer o disparo de vários e-mails para vários endereços, sem perder tempo.

Os conteúdos podem ser materiais ricos, como e-books, promoções e pré-vendas, newsletter, entre outros.

CTA - Call-to-Action

Essa é a famosa "chamada para ação", em que você induz os leitores a realizar algo, como:

Entre outras ações que são incentivadoras para que sua empresa realize mais vendas.

Formulários

Os formulários são ótimos para coletar dados dos seus leads para depois você continuar nutrindo até que eles se tornem clientes.

Por meio dos campos de preenchimentos personalizados você escolhe quais dados quer saber sobre os leads e a ferramenta de automação te ajuda a decidir o que colocar.

Além disso, isso tudo pode ser armazenado em um banco de dados.

Fluxo de nutrição

Nesse momento é possível disparar e-mails automáticos se um lead visitar uma página específica do seu site, lembretes para atualização de dados, programar e-mails, enviar conteúdos que combinem com o que foi baixado anteriormente.

E a ferramenta pode ser programada para fazer tudo isso, sem que você precise se preocupar.

Mídias Sociais

A divulgação nas redes sociais é uma das melhores estratégias para aumentar vendas hoje em dia, até mesmo se você trabalhar com Marketing Multinível, por exemplo.

Mas independente de qual for sua empresa, ter redes sociais atualizadas e repletas de conteúdos que atraiam a atenção dos seus potenciais clientes é uma tarefa fácil para um software de automação.

Também é um ótimo canal para estreitar o relacionamento com quem já é seu cliente, abrindo uma oportunidade com a possibilidade de criar enquetes, receber críticas e sugestões, tudo isso para melhorar suas vendas.

Aproveite essa oportunidade de sucesso!

Acho que deu para notar que investir na automação de Marketing da sua empresa te ajudará a ter uma melhora incrível nas vendas, não é mesmo?

Isso porque ao dominar todos os processos e conhecer o seu público com a ferramenta de automação que mais servir a sua empresa, a sua margem de erros terá uma baixa que será de grande relevância.

Além disso, com o passar do tempo e o acúmulo de experiência, seus resultados das vendas serão cada vez mais satisfatórios.

Pare de perder essa oportunidade de ter um sucesso absoluto na sua empresa e saia na frente de todos os concorrentes!

Conteúdo produzido por Sther Freire

As melhores ferramentas de marketing digital são aquelas que te trazem os melhores resultados e proporcionam confiança e resultados confiáveis.

Dependendo de quem for utilizar a ferramenta, este"melhor resultado" pode variar bastante, pois deve-se levar em conta o nível de profissionalismo e a necessidade da empresa ou do site onde você irá aplicar essas ferramentas de marketing digital.

Antes de iniciar a lista das melhores ferramentas de marketing online para se usar em 2021, vamos falar sobre alguns pontos importantes.

O que são ferramentas de marketing digital?

São ferramentas que ajudam, facilitam ou desempenham papéis importantes em determinadas tarefas quando se trata de marketing digital.

Existem inúmeras possibilidades e nichos do marketing digital que fazem uso de ferramentas (online, em sua maioria), e é isso que vamos trazer neste artigo.

Estou listando ferramentas que podem ser tanto usadas por profissionais iniciantes quanto por profissionais experientes, a diferença realmente será na aplicação, ou melhor, dependerá do site ou rede social, ou aplicação a serem utilizadas.

Quais as Melhores Ferramentas de Marketing Digital em 2020?

Muitas das ferramentas que listarei no texto abaixo estão aí há muitos anos. Várias delas são consagradas e outras nem são muito conhecidas, mas tem características excepcionais para algumas utilizações.

Entenda que "ferramenta para marketing digital" engloba tudo o que envolve a divulgação de um negócio no mundo online. Então, um site é uma ferramenta para marketing online. Mesma coisa para um perfil em uma rede social ou uma ferramenta para testes A/B.

Vamos começar escolhendo o melhor servidor de hospedagem para seu site, pois pense comigo. O marketing digital começa desde o básico e esse básico, pensando-se em sua empresa, é ter seu site, e melhor, obviamente, se for um site institucional otimizado para SEO já desde o início.

Então, a sequência da lista será:

Vamos lá?

Qual o melhor servidor de hospedagem que devo contratar?

A resposta vai depender do seu estado atual como empresário, ou melhor, do tamanho da sua empresa e o aproveitamento que ela faz do seu site.

Se for uma empresa que tenha pouco tráfego, digamos, abaixo de 1.000 visitas por dia, você pode utilizar um tipo de servidor compartilhado, sem problema algum. Ele tem custo baixo e vai suprir sua demanda por um bom tempo.

Se sua empresa já tiver um número maior de visitas diárias, então você pode optar por planos de hospedagem um pouco mais sofisticados, como o cloud, o VPS, ou num caso mais extremo, um servidor dedicado.

Hoje, uma ótima opção de hospedagem para sites de baixo volume de visitas, que é o caso do nosso site, é o plano cPanel da Hostinger (em promo aqui).

Qual a melhor plataforma CMS que devo adotar em meu site?

Existem algumas possibilidades no mercado, e tudo vai depender do tipo de site que você está pensando em comprar.

Para sites institucionais, por exemplo, normalmente se opta pelo WordPress por ser o CMS (content management software ou software de gerenciamento de conteúdo) mais difundido no mundo, e por isso exitem inúmeras opções de plugins.

Para sites institucionais ainda existem outras opções que podemos levar em conta, como Drupal, por exemplo. Drupal é um CMS bem robusto e que costuma ser utilizado em projetos de sites para grandes empresas.

Para sites de ecommerce, as conhecidas lojas virtuais, existem dois caminhos: plataforma própria ou plataforma alugada. Os dois modelos tem seus prós e contras, e abordaremos este assunto em outro artigo.

Se tratando de um site para ecommerce próprio, onde você é o dono e mantenedor do sites, existem algumas possibilidades, porém, duas se destacam: Magento e WordPress Woocommerce.

Entre as duas opções, Magento é sem dúvida a mais completa e robusta, porém, muitas vezes você não precisa de tanto para iniciar seu negócio, dependendo do ponto de vista, é claro. Se você é ambicioso e imagina seu negócio crescendo bastante em pouco tempo, opte pelo Magento. Agora, se você é mais pé no chão e precavido quando se fala em custo fixo e capital para investimento, o Woocommerce é uma boa opção.

Vale lembrar que se você quer ter resultado em menos tempo e se preocupa com o retorno do seu investimento, é altamente recomendável contratar nossa consultoria em comércio eletrônico. Com ela você aprenderá muito sobre ecommerce em pouco tempo, o que lhe poupará bastante tempo e dinheiro.

Os melhores CMS para seu site são:

A melhor ferramenta de automação de email marketing

A melhor ferramenta de automação de emails, na nossa opinião, é a Sendinblue (contrate aqui).

Se você não sabe, o email marketing, mais precisamente as campanhas de automação de email marketing estão juntas com SEO e remarketing como as ferramentas com maior ROI do marketing digital.

Então, seja qual for seu negócio online, não deixe de capturar emails dos visitantes.

Claro que existem as técnicas corretas e as melhores ferramentas e táticas tanto para capturar quanto para fazer a automação dos emails em si. Se você tem interesse em implantar (e deveria ter!) em sua empresa, no seu site, entre em contato e descubra como podemos lhe ajudar com a escolha, setup e otimização das suas campanhas de automação de email marketing.

Abaixo listamos algumas ferramentas que podemos usar em algumas automações, dependendo da necessidade do cliente:

SendPulse - Uma boa opção de ferramenta para automatizar suas campanhas de email marketing é a SendPulse. Com ela você tem uma boa quantidade de opções disponíveis em sua automação de email. Uma delas é a integração com Zapier que envia a URL exata onde ocorreu a inscrição do visitante, o que abre uma grande possibilidade para segmentação de envios. Veja mais sobre o SendPulse aqui.

Sendinblue - Plataforma de automação de email marketing com um dos melhores custo benefícios do mercado mundial pois não impõe limite de contatos. Seu plano baseia-se no número de mensagens enviadas. Utilizamos na grande maioria das automações, inclusive em nosso próprio site. A Sendinblue tem um plano grátis para sites iniciantes e sem limite de contatos. Saiba mais sobre as opções no Sendinblue aqui.

GetResponse - Sem dúvida uma das melhores plataformas de automação de emails no mundo inteiro, possui interface muito agradável e com uma usabilidade fenomenal. Com ela você pode fazer qualquer tipo de automação de emails e em vários níveis. Ferramenta super completa, porém, com preço salgado nessa época de dólar alto. Veja mais sobre a GetResponse aqui.

Existem inúmeras outras ferramentas de automação de email, então faremos outro artigo falando somente sobre elas.

Melhor ferramenta de marketing digital para SEO

No mercado existem muitas ferramentas usadas para lhe ajudar no dia a dia de seus projetos para SEO, algumas dessas ferramentas são bem conhecidas, outras tem surgido recentemente e ainda não tiveram tempo para provar seu valor, mas são ótimas.

Para muitas ações, ou atividades, você nem precisa de uma ferramenta paga. Veja o caso de pesquisa de palavras chave, por exemplo. Uma das melhores opções é o próprio Planejador de Palavras chave do Google Ads, que é grátis. Você precisa apenas de uma conta na plataforma, o que é grátis também.

Melhores ferramentas para auditoria SEO

Melhores ferramentas para pesquisa de palavras chave

Entre as ferramentas de pesquisa de palavras chave disponíveis, você encontrará uma variedade de finalidades e de valores. Porém, para a maioria dos

Melhores ferramentas para monitoramento de ranking

Toda empresa necessita de um site profissional, bem feito, rápido e otimizado para dar uma boa impressão, e é isso que empreendedores deveriam buscar quando pensam em contratar um site para startup.

Com a febre das startups surgindo em todo o mundo (e isso é ótimo!), muitos potenciais empreendedores se deparam com a necessidade de mostrar sua ideia para o mundo. É aí que entra o site institucional da sua startup. Nele você vai mostrar sua ideia do negócio e expor informações importantes para conquistar clientes e novos investidores.

Neste artigo falaremos sobre a importância de se ter um bom site para startup, de qualquer segmento, pois a primeira impressão é a que fica.

Preciso de um site para minha startup? O que devo levar em conta?

Primeiramente, você não deve começar sua empresa pensando em gastar, muito menos pensando em gastar um pouco mais do que precisa só para ter um site que você julga ser adequado. Vejam o que Paul Graham, investidor de risco no Vale do Silício diz sobre a morte de startups:

Investidor anjo paul Graham sobre a causa da morte de startups
Tweet do investidor derisco Paul Graham sobre a principal causa da morte de startups

Traduzindo o tweet de Paul Graham: "A causa #1 da morte de uma startup é fazer algo que ninguém quer. A causa #2 é gastar muito. Estas duas são as causas de tantas mortes que eu nem mesmo estou certo de qual seria a causa #3.  Se você simplesmente fizer algo que as pessoas querem e não gastar muito, você estará bem na frente."

Você está no início de uma jornada de muito esforço mental e financeiro, então, um site para startup custando milhares de reais não fará diferença alguma, e pode ainda ajudar a matar sua empresa.

Caso esteja pensando em receber ajuda de investidores anjo, se você gastar em supérfluos ou gastar demais de forma geral, o investidor perceberá que você é um gastador e provavelmente afastará a possibilidade de investir em sua ideia.

Neste início gaste pouco e, principalmente, foque no seu produto. Ele precisa resolver um problema e ajudar as pessoas ou empresas, afinal, um produto que ninguém quer fará com que sua startup morra.

Qual é a hora de investir em um website para minha startup?

Depois que sua ideia estiver funcionando (mesmo que um MVP) e estiver na hora de atacar o mercado, já há necessidade de ter um site institucional profissional para dar credibilidade à sua empresa.

No início pode ser um site simples, com poucas páginas ou até de uma única página, porém, deve ser funcional, ter design que transmita credibilidade e seja otimizado desde o início.

Assim que sua empresa, ou sua ideia, for tomando corpo e sendo validada pelo mercado, você pode ir incrementando o site com outras páginas. O importante, repetindo, é você dar o pontapé na sua startup gastando o menos possível.

Lembre sempre do tweet do Paul Graham acima, todos os dias.

Claro que, se sua startup depende do seu site, ou seja, o seu produto ou plataforma é o próprio site (saas, por exemplo), você pode levar em conta algo melhor em termos de design e funcionalidades. Mas lembre sempre do tweet do Paul Graham, todos os dias da sua startup.

Atualmente os clientes estão ficando mais exigentes com as empresas onde eles realizam suas compras.

Ficou fácil consultar pela internet a reputação de uma empresa e perguntar em redes sociais quem já teve experiência de compra para que a pessoa não sofra as mesmas consequências.

Afinal, quando temos uma experiência ruim com uma empresa, simplesmente abandonamos a marca, não é mesmo?

Então para que nada disso aconteça com o sua loja e-commerce, o primeiro passo é investir em estratégias que façam com que os clientes se sintam especiais e valorizados.

Vamos lá?

Entenda o que é Marketing Relacionamento

O Marketing de Relacionamento é considerado como o tipo de marketing essencial para as vendas de um e-commerce.

Isso porque esse tipo de marketing trabalha exclusivamente para que os clientes tenham o melhor relacionamento possível com a empresa.

Com isso, foram estudadas diversas ações para conquistar e fidelizar o cliente, melhorando cada vez mais a experiência de compra dele.

Essas ações fazem até mesmo com que eles se tornem divulgadores da sua empresa no famoso "boca a boca", em que ocorre a indicação dos seus produtos e serviços para amigos e familiares.

Aprenda como usar o Marketing de Relacionamento

É sempre bom fazer um estudo sobre as estratégias do Marketing de Relacionamento e ver quais podem fazer realmente diferença no seu e-commerce.

Isso porque os mesmos podem ser tanto multinacionais como microfranquias, por exemplo, e o investimento tem melhores resultados quando é bem-planejado.

Veja agora algumas ações que podem ser o que seu negócio estava sentindo falta.

Programa de fidelidade

O que melhor para criar um bom relacionamento com seus clientes do que oferecer programa de fidelidade no seu site e-commerce, não é mesmo?

Com isso os clientes se sentem mais importantes, bem tratados e procuram sempre voltar a fazer negócio com você.

Portanto, elabore algumas promoções para quem atingir um certo valor de compra, amostras grátis, brindes ao comprar uma quantidade de algum produto, entre outras ideias.

Você pode disponibilizar os pontos do programa tanto no painel da conta do cliente como enviando mensagens via email marketing. Essas mensagens de email, inclusive, devem conter produtos direcionados ao gosto do cliente, direcionados aos produtos contidos nas últimas páginas que o cliente tenha visitado, por exemplo.

Redes sociais

Pelas redes sociais, como Instagram, Facebook, Twitter, por exemplo, é possível manter uma relação mais próxima e diária com os clientes do seu e-commerce.

Dessa forma, invista em postagem de conteúdos relevantes que façam sentido para sua área de comércio, pois assim as pessoas vão interagir de forma natural e constante.

Exemplo: se a pessoa tem interesse em como abrir um negócio com pouco dinheiro, busque divulgar, conteúdos sobre empreendedorismo e dicas financeiras.

Além disso, é uma forma de contato prática que os clientes podem ter com você, já que é possível comentar, enviar mensagens que podem ser elogios, sugestões, dúvidas, entre outras formas de interação.

E-mail Marketing

Quando você trabalha com e-mail marketing, ou algo mais robusto como a automação de email marketing, é possível seguir duas direções.

Se a pessoa ainda não for um cliente, você pode alimentar o conhecimento dela através de conteúdos relevantes ao qual ela se interessa. Assim, quando ela se sentir preparada, se tornará mais um cliente fiel para você.

Por outro lado, é possível trabalhar o encantamento de um cliente após as compras, em que você continua mostrando que se importa com ele, envia promoções de produtos semelhantes ao que ele comprou, ofertas exclusivas, pré-vendas, entre outras vantagens.

O SEO, a automação de email marketing e os anúncios de remarketing são as ferramentas que trazem maior retorno sobre investimento (ROI) dentre todas as ferramentas do markering digital!

Base de dados

Aqui podemos inserir a criação de persona, um cliente ideal para seu e-commerce baseado em características dos seus clientes reais, como idade, gênero predominante, onde mora, entre outras.

Com isso, você faz uma boa coleta de dados de quem consome regularmente do seu negócio, mas ela precisa ser constantemente atualizada e você pode investir na indústria 4.0 para te ajudar nessa parte.

A partir dessas informações reunidas, você tem uma base de dados excelente para trabalhar estratégias de Marketing de Relacionamento com seus clientes.

Tenha um e-commerce de sucesso

Podemos afirmar com certeza que quem faz a sua empresa ter sucesso é o cliente. Porém, você deve seguir uma cartilha muito bem estruturada para concorrer com outras milhares de lojas virtuais no mercado.

Por isso, esteja sempre disposto a aprender e a atender o cliente a qualquer momento, mas também tenha meios eficientes para reverter qualquer caso de insatisfação.

Para que você nunca tenha que lidar com uma situação desse tipo, invista nas estratégias de marketing que trabalham com o estudo das melhores formas de fazer com que o relacionamento com seus clientes seja sempre incrível.

Mostre que você se importa com a opinião e satisfação de cada empresa e se torne referência no mercado.

O chatbot surgiu diante de um desafio enfrentado por empresas de todos os portes e segmentos, com o aumento da visibilidade e dos canais digitais com os clientes:

Como lidar com um público consumidor cada vez maior, com as variadas questões e prestar um bom atendimento ao mesmo tempo individualizado?

São milhões de pessoas pesquisando na internet, tirando dúvidas e comprando todos os dias mas também nas madrugadas, finais de semana e feriados. Para sites institucionais e lojas virtuais funcionarem 24 horas por dia, 7 dias por semana tornou-se natural e essencial em praticamente todos os negócios com um canal online disponível.

A tecnologia, que nos colocou no oceano de possibilidades, também encontrou formas de garantir o atendimento sem perder a qualidade e sem um grande investimento: são os chatbots.

Mas afinal, o que são os chatbots?

São uma forma de comunicação informal (chat) de pessoas com robôs de atendimento (bot), sistemas desenvolvidos para gerar uma conversação fluida a partir de uma base de perguntas e respostas previamente definidas.

Para que serve o chatbot?

Um atendimento em chatbot nos aproxima da experiência humana através da possibilidade (infinita) de usar a base de conhecimento e os processos end-customer da empresa em scripts que obedecem uma lógica do que seria feito por pessoas.

No marketing digital, algo que se aproxima do uso de chatbot quando o assunto é automação são as campanhas automáticas de email marketing. Embora não sirva para fazer o primeiro atendimento, como pode fazer o chatbot, as campanhas de automação de email são ótimas ferramentas do pós venda.

Enfim, vamos falar um pouco mais dos chatbots.

Podemos dividir os serviços atuais de chatbot em dois tipos:

Chatbot com base em regras

É o tipo mais conhecido e usado, o funcionamento é baseado em palavras-chaves que determinam os fluxos de navegação a cada informação recebida.

Tem a limitação natural de não interpretar o que não estiver no script. Nesse caso, o atendimento é transferido para uma pessoa, mas os passos anteriores, bem parametrizados, são capazes de reduzir ao máximo essa possibilidade.

Ele deve ser constantemente atualizado e enriquecido com a base de conhecimento e as atualizações de regras de negócio e processos.

Chatbot com base na inteligência artificial

Aqui, o chatbot tem a capacidade de interpretar o que a pessoa escreve ou fala.

O sistema aprende a linguagem natural, se enriquece e aperfeiçoa com as próprias experiências de atendimento que adquiriu ao longo do tempo.

Está se tornando cada vez mais presente nas empresas, pois proporciona uma experiência mais atraente e mais humana para o cliente.

Quais as aplicações dos chatbots?

Com o crescimento contínuo da qualidade dos softwares dedicados ao atendimento robótico, talvez seja mais fácil dizer onde não se aplicam os chatbots.

A possibilidade de parametrizar os principais processos da empresa, transformando em receitas de atendimento, é possível em todos os tipos de negócio. Podemos destacar as áreas onde essa tecnologia está mais presente atualmente.

Atendimento a clientes

Naturalmente, é a área de maior presença, pois o atendimento robótico nasceu da necessidade de atender mais pessoas ao mesmo tempo e em menor tempo, seja em um site institucional ou em um site de ecommerce. Em qualquer uma das opções o atendimento via chatbot hoje em dia é indispensável.

Alguns exemplos de fluxos que podem ser implementados são os abaixo, mas cada empresa pode definir os mais críticos ou onde o ganho de relacionamento é maior.

Campanhas de vendas

O recurso pode ser usado para criar uma interação com o potencial consumidor e que o leve a se interessar pelo produto ou cadastrar dados de contato, abastecendo outras estratégias de marketing da empresa e gerando leads para o negócio.

Pesquisas de mercado e satisfação

As pesquisas se tornam entediantes no formato tradicional quando lidamos com um público que exige velocidade. Com uma pesquisa de chatbot, a fluência das perguntas pode ser feita em uma sequência lógica atraente e evitar a desistência.

Um tipo de pesquisa muito difundido hoje em dia e muito utilizado por grandes empresas do mundo todo é o NPS, ou Net Promoter Score.

Quais os benefícios do uso dos chatbots?

As vantagens e benefícios são muitas e todas levam aos objetivos principais do negócio – prestar um atendimento mais abrangente e eficiente e melhorar o relacionamento com os clientes.

Vamos falar dos principais:

1 – Reduzir custos operacionais

É possível reduzir as equipes de atendimento pessoal, pois o chatbot torna-se um primeiro atendimento onde a grande maioria das questões pode ser solucionada.

Além disso, mesmo em sazonais de alta ou com crescimento contínuo de vendas, um robô sempre será capaz de absorver a demanda de atendimentos. Dessa forma, também é possível evitar custos de horas extras ou contratações temporárias.

2 – Agilidade e eficiência no atendimento

Mais consumidores para a mesma equipe de atendentes significa aumento do tempo médio, reduzindo o volume diário de atendimentos e gerando clientes insatisfeitos por não serem atendidos.

Além da disponibilidade imediata, o chatbot resolve um problema crítico em grandes centrais: a falha humana nas respostas. Fluxos de navegação bem configurados eliminam este risco – no máximo, encaminham para o atendimento humano (uma pequena parcela).

3 – Disponibilidade total

Essa é uma das maiores vantagens de adotar esse sistema: ter um canal de atendimento que funciona ininterruptamente. E como se fosse dia útil: muitos e simultâneos.

Quando um cliente pode gerar um boleto no domingo à noite através do atendimento robótico, isso fará muita diferença no conceito de atendimento da empresa.

4 – Criar e aumentar o engajamento

O atendimento robótico pode impulsionar o engajamento da marca com os clientes e potenciais clientes através das informações coletadas no movimento diário, campanhas e pesquisas.

O chatbot pode ser um grande aliado para gerar audiência que pode ser compartilhada com as estratégias de marketing digital do negócio.

Espero que você tenha gostado desse artigo, onde procuramos abordar a importância cada vez maior dos chatbots na vida diária das empresas para aumentar a qualidade do atendimento e do relacionamento com os clientes.

Saber como otimizar Google Meu Negócio, ou melhor, o perfil da sua empresa no Google Meu Negócio através de técnicas de SEO local é uma ótima tática para apresentar sua empresa a novos clientes.

E a otimização é o assunto que veremos neste artigo.

A Otimização de Perfil no Google Meu Negócio Com SEO Local

Um perfil com constantes atualizações faz com que sua empresa apareça em resultados de pesquisas locais.

Cada vez mais empresas utilizam desse recurso como ferramenta de marketing digital. E além de conseguir posições de destaque entre as pesquisas, você também ganha exposição gratuita em outras áreas do buscador, como o Google Maps e o SERPs.

Como otimizar Google Meu Negócio para SEO local
Como otimizar Google Meu Negócio para SEO local - Siga os passos descritos em nosso artigo

Por ser uma ferramenta gratuita, o Google se vale de indicadores técnicos e comportamentais ao avaliar as milhares de empresas cadastradas, num processo parecido como o de SEO.

Entenda como fazer a otimização de sites e do seu perfil, utilizando o Google Meu Negócio como estratégia a seu favor.

O que é o Google Meu Negócio?

O Google Meu Negócio (faça seu cadastro aqui) é uma ferramenta que visa o gerenciamento online de informações das empresas, uma dos maiores apostas do marketing digital para sua empresa no ano de 2020. A respeito de critérios de busca, é essencial.

É uma ferramenta que oferece um diálogo entre a empresa e os clientes, além também de oferecer aos empreendedores a possibilidade de passar importantes informações aos usuários, como: endereço, telefone, horário de funcionamento, reviews sobre seus produtos e eventos.

A plataforma também permite que os donos acessem as informações de como os seus clientes pesquisaram sua empresa e também de onde são, quantas pessoas entraram em contato com a empresa com o telefone cadastrado na conta, quantos pedidos foram feitos por rota e também quantos cliques tiveram.

Para usar este sistema, você primeiramente deve criar loja virtual ou o site, e em seguida, fazer o cadastramento de sua empresa. Ao estar cadastrada no site você vai estar trazendo relevância para sua empresa, mesmo que de forma indireta, e pode oferecer a oportunidade de impulsionar sua página a atingir posições de destaque nas páginas de resposta realizadas pelo Google.

Obs: Caso você tenha necessidade de implantar uma estratégia de SEO em sua empresa ou seu site e não sabe como deve começar, entre em contato com nossa agência SEO para que possamos lhe ajudar.

Como otimizar Google Meu Negócio
Como otimizar Google Meu Negócio para SEO local?

Um dos principais fatores depois de cadastrar sua empresa, é a necessidade o maior número de informações possíveis dela. Colocar fotos (recebem 2% mais solicitações de rotas de carro e 35% mais cliques que as demais empresas) e cadastrar de maneira completa os dados, são um grande fator para atrair possíveis clientes.

Durante tempos em tempos a ferramenta costuma ser atualizada, por isso é importante você sempre estar por dentro das novidades.

Como otimizar o Google Meu Negócio?

Você como empresa irá dizer para a ferramenta que produto você vende, qual seu público e em qual cidade ou região você faz entrega. Sem contar que a própria ferramenta lhe oferece dicas de quais informações são mais relevantes em seu perfil, quais anúncios estão tendo grande engajamento e colocar mais informações para contato.

Por exemplo, nós prestamos serviços de SEO em Joinville, então este tipo de informação deve fazer parte das suas postagens no Google Meu Negócio. Não tem segredo.

Se o anúncio for de maior relevância para o consumidor, ele terá priorização. Independente de seu orçamento. O Google Meu Negócio irá também lhe oferecer dicas para conseguir competir no público que consegue entregar produtos e serviços de empresas dos mais diversos tamanhos.

Google Postagens

Nesta ferramenta, por meio do SEO no Google Meu Negócio, você pode criar posts que serão exibidos quando seu site aparecer nos resultados de pesquisa. Você pode utilizar vídeos, fotos e postagens as quais se adequam a sua empresa.

Usando esta ferramenta você mantém seu público atualizado sobre as notícias de seu negócio. Além de se autopromover, você automaticamente aparece nas pesquisas do Google Maps.

É importante lembrar que essas postagens não são permanentes e são apagadas depois de sete dias.
Agendamentos

Outro recurso disponível no Google Meu Negócio é de permitir que os usuários façam reservas e agendamentos em sua empresa. Essa ferramenta possui um link onde você o leva para um landing page onde é possível fazer o agendamento para você.

Mantenha sua conta Google Meu Negócio atualizada

Mesmo se tratando de pesquisas locais (veja outro artigo sobre SEO Local aqui), quem não está presente, dificilmente será encontrado.

Você pode incluir uma sessão de perguntas e respostas em sua página. Lembre-se de sempre interagir e responder as perguntas mais comuns de seus potenciais clientes. O controle está todo em suas mãos, pois você pode excluir perguntas e reclamações irrelevantes, deixando visíveis apenas as perguntas que ajudem o público.

Siga nossas dicas e tenha seu perfil mais otimizado e pronto para atender todos seus clientes.

Quais são os benefícios de ter um site institucional e como acompanhar todas as mudanças no mundo dos negócios e ter uma excelente presença online?

A maneira de fazer negócios mudou bastante nas duas últimas décadas. A internet foi a principal causadora dessas transformações.

Por que ter um site institucional?

A presença digital significou um salto em canais como vendas e marketing. Com as empresas na internet e as pessoas mudando seus hábitos de compra, tornou-se essencial que o negócio se apresentasse online, com o objetivo de se tornar conhecido.

Assim, surgiu o site empresarial, ou institucional.

Site institucional Cliente Pires Acabamentos
Site institucional otimizado para nosso cliente Pires Acabamentos de Baurú SP

Desde então há um esforço coletivo de profissionais de diversas áreas para criar um site institucional objetivo e harmonioso, com as informações essenciais para orientar e atrair o potencial cliente.

Toda essa movimentação envolve esse esforço mútuo e também muito conhecimento e atualização constante em áreas como empreendedorismo, desenvolvimento web, marketing e outras.

Por isso é tão importante que a qualificação profissional acompanhe a dinamicidade do ambiente online. Sorte que, além da educação formal em cursos de graduação, se pode contar com as facilidades do ensino a distância e aprender muito fazendo cursos online com certificado, adicionando novas competências ao currículo.

Quer saber mais sobre a importância do site institucional e o que ele pode significar para os negócios? Acompanhe a leitura!

O que é um site institucional?

Um site institucional é um “local” online onde se concentram as informações sobre determinada empresa. Serviços, produtos, objetivos, localização, contato e pedido de orçamento são exemplos dessas informações.

Importante salientar que um site institucional não é um site de vendas online. Ele é como um “demarcador de território” de determinado negócio na internet. É também otimizado para que seja encontrado pelos mecanismos de busca.

Como é estruturado um site institucional?

O que se deve ter em mente ao criar um site constitucional é que é uma ferramenta que pode ser um diferencial aos negócios, no sentido de fazer crescer a cartela de clientes, aumentar as vendas e, consequentemente, os ganhos.

Assim, o site deve ser atrativo e entregar o que o cliente busca: informações relevantes.

Arquitetura de site institucional básico
Arquitetura de um site institucional básico

Um cuidado que se deve ter é o de oferecer um layout limpo, sem muitas distrações. Deve seguir a identidade visual da empresa, principalmente as cores.

Outro ponto importante é que seja responsivo, ou seja, se adapte ao formato de telas de dispositivos móveis.

Sua estrutura é basicamente formada pelas seguintes páginas:

Como você pode perceber, a melhor maneira de uma empresa entrar e se apresentar na internet é por meio de um site institucional. Independentemente do segmento ou tipo de negócio, o velho clichê “quem não é visto não é lembrado” é bem verdadeiro.

Lembrando quem quer aprender mais sobre desenvolvimento de sites e técnicas de otimização para mecanismos de buscas que há uma grande oferta de cursos online voltados a essas temáticas, bem como a negócios online.

Compartilhe nosso artigo com seus amigos e conhecidos e nos deixe um comentário abaixo!

O foco da WEBK é gerar valor para nossos clientes através dos nossos serviços. Ajudamos empresas de todos os segmentos a vender mais e a receber mais leads através do marketing digital. Para isso utilizamos técnicas e estratégias vencedoras para trazer resultados verdadeiros. Fale conosco e dê o primeiro passo em direção ao sucesso digital.
Uma empresa de marketing digital de Joinville SC atendendo empresas de todo o Brasil.
WEBK Marketing Digital © 2022 - Todos os direitos reservados.
apartmentcloud-checkcoglicensecarttagmap-markerspell-checklaptop-phoneselectearthexit-upcodelinkmagnifiercrossmenucheckmark-circle